As Várias Versões de Mim

Ao longo de nossos caminhos conforme a vida vai se mostrando a nós,
Nós vamos mudando, mostrando mil facetas de nós mesmas sendo tudo e nada ao mesmo tempo.
E eu? bem…
Já fui tudo e nada,
De louca a tímida,
De falativa a calada,
Da calmaria ao sangue fervendo…
Fui fada,
Fui anjo,
Fui bruxa,
Fui diabo,
Fui santa, ops, nem tanto…
Vivi muitas coisas, muitos caminhos eu trilhei,
Fui só,
Tive amigos,
Tive anjos humanos como amigos,
Cheguei a pensar que nunca mudei, que sempre fui assim, imutável.
Mas eu mudei várias vezes,
Fui feliz,
Fui triste,
Fui amor,
Fui raiva,
Aprendi a me conhecer como as fases da lua e mudei junto com ela e me aceitei assim.
Já fui louca,
Já fui doce,
Já fui normal também.
Quis coisas normais, uma vida comum, emprego qualquer, amigos talvez, um namorado mas isso não me basta.
Tenho aversão a coisas comuns e banais.
Não sei ser superficial, todo sentimento do mundo cabe em mim.
Então eu sou fúria, raiva, dor e tristeza, amor, alegria e calmaria tudo ao mesmo tempo.
Eu já fingi não ser eu mesma e acredite, doeu,
Já fui outra,
Já fui até popular até.
Mas hoje decidi ser eu mesma,
Ainda tenho varias faces e terei muitas, sou mutável,
Mudo como as fases da lua.
Eu sou Bruxa e sou o que eu quiser ser;
Tenho olhos de luar e cabelos cobertos de estrelas,
Me cubro com o manto da noite e de dia sou luz e o sorriso é o sol.
Sou natureza,
Sou a força oculta na tristeza.
Sou la luta, batalhadora.
Eu tenho várias faces, várias fases e gosto de mudar,
Não quero me limitar em uma só sabendo que posso ser tanto;
Eu quero mais,
Quero o que os outros não podem ver,
Quero o impossível,
Quero aquilo que dizem que eu não posso ter.
Então já fui a apaixonada e hoje eu sou a que ama.
Amo amar e vivo assim, sem saber medir sentimentos e palavras vivendo intensamente,
Rindo, chorando, vivendo enfim.
Eu já fui aquela que não queria viver, que não via sentido em continuar viva,
Hoje;
Eu sou aquela que teima em viver, aquela que a vida chama e por mais que tudo esteja ruim, uma força diz “Vem, viva mais um dia”.
E a vida se fez flor e a flor se fez amor em prosa.
E hoje eu sou vida enfim.

 
 

 

Relacionado...

20 Conversas em “As Várias Versões de Mim

  1. Fernanda, que delicia de ler teu escrito!!!
    É realmente um desafio viver, mas a recompensa, a vida, é o de mais precioso que nos é dado, e tu aproveita ela, nas fases boas ou ruins. Encantador!
    Beijão

  2. Fer, que emocionante o seu texto! Amei a escolha da fotografia, a lua combina muito com as várias versões (fases) que temos. Amei também a forma como brincou com as palavras ficou divino! Parabéns!!!
    Beijão!

    1. Joy,
      A foto da lua, fui eu que tirei e amo ela porque foi a única vez que consegui tirar uma foto da lua assim rss.
      E obrigada, quando alguém gosta dos meus textos faço aquela pose de Fred Mercury e falo”Yeees” hahahaaaa
      Abraço grandee

    1. Poesia para mim é por sua alma e coração tudo em palavras e versos, ainda é dificil conseguir porque tem muita coisa acontecendo mas eu ei de conseguir escrever mais poesias ainda.
      Amo quando os outros gostam, fica um sentimento de missão cumprida sabe?
      Muito obrigada
      Beijo e abraço grandee

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *