Festival das Lanternas

Em 21.02.2017  

Esse sábado foi marcado pelos blocos de carnaval mas também pelas festividades que marcam o final das festividades do ano novo Chinês.

Não entendeu? eu explico:

“O Festival das Lanternas, (Yuánxiāojié), como é chamado em chinês é uma das cinco festas tradicionais mais importantes na China.

Ele acontece sempre no 15º dia do primeiro mês do calendário lunar que é a primeira lua cheia do ano.

Ele marca o retorno da primavera e o reencontro das famílias e marca o fim das festividades do Ano Novo Chinês.

O nome em si é importante, pois se relaciona com o primeiro mês do ano, ‘yuan’, e com uma palavra chinesa antiga para noite, ‘xiao’. 

Diz-se que, o primeiro imperador a unificar a China, Qin Shihuang, instituiu cerimônias elaboradas neste dia auspicioso para adorar Tai Yi, o Deus dos Céus para receber bênçãos e graça divina no AnoNovo. Mais tarde, em 104 a.C., Han Wudi tornou o evento uma celebração oficial, com uma cerimônia que durava até o dia seguinte. Outras lendas sugerem que lanternas vermelhas e brilhantes foram criadas e eram exibidas para lograr os deuses para fazê-los acreditar que uma aldeia que fora alvo da ira divina já estava em chamas e não havia necessidade de ser destruída.”

Aqui no Brasil o Ano Novo Chinês é comemorado á mais de dois séculos desde que os primeiros imigrantes desembarcaram no Rio de Janeiro com auxílio da coroa portuguesa para introduzir a cultura do chá na agricultura nacional e nesse sábado  teve o Festival das Lanternas que marca o fim das festividades do Ano Novo Chinês e esse ano é o ano do Galo(meu ano obrigada).

Também existe o Festival das Luzes que acontece na Tailândia;

O Yi Peng é um evento espiritual em homenagem a Buddha, onde para os budistas o festival é um momento para reflexão e para se livrar da negatividade liberando as lanternas em direção ao céu.O festival é comemorado em toda a Tailândia onde se coloca na aguá pequenos recipientes luminosos em forma de flor de lótus para trazer sorte e realizar seus desejos , em outros lugares porém em vez das embarcações na aguá as pessoas soltam lanternas no ar criando um lindo efeito, em ambos os casos é um momento único e belíssimo que vale a pena ver.

Foto da internet ilustrando bem como é o Festival das Luzes na Tailândia.

No ano passado a festa que marca o fim das festividades do ano novo Chinês aconteceu da Praça Roosevelt mas esse ano foi transferida para a Av Paulista.

O festival teve danças típicas, os famosos dragões, escritas chinesas bem como podia-se fazer pequenas lanternas chinesas de papel e ter seu nome escrito em chinês além de claro ter seus pedidos para pendurar em uma arvore ou levar consigo para casa.

A festa foi linda e animada;

Alguns momentos que marcaram foram claro, os dragões que logo no inicio do festival como já é tradição saem e dão a volta pelo quarteirão com tambores chineses.

Depois o publico foi animado com musica e dança chinesa que contagia facilmente a todos, difícil ficar parada…

Depois teve as apresentações;

Tivemos lutas de artes marciais, musicas chinesas e uma amostra belíssima do violino chinês bem curta mas linda.

E também tivemos apresentações do Tai Chi Chiuan só que numa versão com leques que foi simplesmente linda e também uma linda dança tradicional da china com mulheres vestidas em vestidos florais e a sombrinha chinesa fazendo movimentos delicados e bonitos, uma apresentação linda de se ver.

A festa foi encerrada com mais outras apresentações e a noite terminou com as lanternas e as estrelas no céu.

Foi realmente um bom dia onde fazemos novos desejos e renovamos nossa fé de que um novo ano se inicia e de que esse será melhor do que o outro.

Fiz meus pedidos e escrevi meu nome em Chinês acreditando que esse ano vai ser especial e magico.

TAG: 7 coisas para 2017

Em 10.02.2017  

Não sei se vocês sabem mas eu adoro responder TAGS(quem quiser me indicar fica a vontade) e a Pri linda e fofa do Carioca do Interior me indicou para essa e eu vim aqui responder feliz da vida.

7 Coisas para 2017…confesso que não costumo fazer planos mas esse ano eu fiz alguns que pretendo cumprir;

1-Trabalhar porque preciso de dinheiro né gente então, me contratem, faço de um tudo, só não rodo a bolsinha

2-Fazer um curso técnico de jardinagem porque eu quero abrir uma floricultura, ando me descobrindo e percebendo que meu negócio é mesmo estar em contato com a natureza e cuidar das plantas tem sido algo maravilhoso então, eu quero isso para mim.

3-Trabalhar no ramo de jardinagem seja numa floricultura, seja onde for que tiver plantinhas para cuidar, assim aprendo na pratica o oficio .

4- Eliminar os últimos 5 quilos restantes(tá difícil mas eu consigo uhuuu)

5-Ficar em forma porque eliminei 20 quilos mas ganhei flacidez , balançar o braço, dar tchau nem pensar

6- Encontrar o povo todo do grupo mar lindo da internet o Projeto Vai Um Café? porque esse grupo é só amor e eu quero todas de amiga pra sempre hahaaa

7- Fotografar mais, aprender a fotografar novos de novos ângulos, novas formas, enfim, fotografar…

E quem indico? vixeeee vamos lá que vou indicar todo mundo hahaha

Lari Reis,  Bianca Carvalho,  Juliana Miranda,  Bianca PachecoBeatriz Aguiar,  Henrique,  Simone Benvindo

E ai, gostaram?

Quais são seus planos para 2017?

 

Por que/ Para quem eu escrevo?

Em 06.02.2017  

Eeeeee que legal, mais um post do grupo Projeto Vai Um Café? da Blogagem Coletiva e esse é especial,é o primeirão do ano e o tema é o mar lindo de viver então vem comigo.

Por que e Para quem eu escrevo?

Esse tema pode ser curto, longo, extenso e sendo eu né…calma, prometo não fazer um livro aqui.

Em Março o blog comemora 9 anos de existência, isso mesmo, 9 anos é muita coisa e óbvio, ele não emplacou lá muito maaas ele é minha paixão, meu maior orgulho.

Eu busco de alguma forma tocar as pessoas, tocar seu coração, mostrar o que vejo e sinto, mostrar quem eu sou.
Meu blog é onde desabafo, onde posso me mostrar sem medo é onde encontro um pouco de paz e um tanto de alegria.
Sempre amei escrever, eu tive já 4 cadernos de poesias e costuma escrever tanto que as pessoas diziam que eu deveria publicar os poemas, fazer um livro;
Mas um dia num impulso eu joguei tudo fora, me arrependo muito disso até hoje, queria poder voltar no tempo e ainda ter meus cadernos mas, aconteceu assim e talvez tenha sido bom porque foi assim que comecei a escrever numa tela de computador.
Comecei querendo fazer um diario virtual, quando o Blogger era mesmo apenas um diario virtual e me lembro dos selinhos que funcionava assim:
Tinha selo de Blog mais amigavel, Blog mais bonito, Blog mais popular(nunca ganhei esse todos chora) e tinha outros tantos que quando uma comentasse no blog da outra ajudava outra a ganhar o selo, era uma ajuda mutua mesmo e os selinhos eram feios mas eu adorava colecionar eles me diverti muito nessa fase.
Depois teve as TAGS e essas ainda hoje existem graças aos Deuses porque amo responder TAGS e nisso uma indica outra, indica outros blogs para responder e assim acabamos por conhecer outros blogs, outras pessoas.
E veio o boom das Blogueiras né e hoje temos Blogueiras profissionais mas eu sou apenas alguém que ama de todo coração escrever e compartilhar o que sente com o mundo.
Eu sinto tudo em triplo então eu sinto essa necessidade de mostrar ao mundo o que eu sinto, como eu vejo o mundo e as pessoas e o quanto é especial e ao mesmo tempo desafiador e por vezes triste.
Eu escrevo para mim e para os outros então;
Não busco sucesso nem aplausos mas busco compartilhar, discutir, debater, conhecer novas pessoas.
E se ao menos uma pessoa comentar no meu blog fico feliz já, feliz por alguém ter gostado do que escrevi ali, feliz por alguém ter visto.
Hoje também descobri mais uma paixão;
Fotografar, faço isso pouco mas quando tiro fotos me sinto mais realizada juntando o ato de escrever com o ato de mostrar em imagens aquilo que estou sentindo.

Porque eu gosto de compartilhar coisas que acho importante que contam sobre minha vida mas que são importantes para as pessoas verem e saberem e um exemplo disso foi meu post sobre Bullying, eu pude falar disso porque vivi isso então só falo de um tema que eu tenha vivido como o post sobre Distimia, um tipo severo de depressão, meu tipo e aquele post sobre amor, sobre amigos, coisas que vivi e que quis compartilhar com os outros.

Recentemente eu comecei a me redescobrir;

Faz algum tempo que perdi a fé, fiquei muito triste, revoltada, me sentindo só e foi ai que comecei a me voltar para dentro de mim mesma e a parar de fugir daquilo que eu sou e que me fazia falta,

A magia sempre esteve presente dentro de mim e a minha volta, eu fugi, neguei, falei que era bobagem, que era tudo ilusão ou fuga mas a fuga era eu fugindo de quem eu sou.

Eu sou Bruxa, sempre o fui, nasci assim é um fato e ainda busco entender isso e aos poucos eu quero compartilhar esse novo mundo com vocês, falando sobre ele, como é, como tudo tem evoluido, é algo especial enfim que quero compartilhar.

Então eu posso afirmar que eu escrevo para mim e para os outros;

Um dia eu li não sei onde uma frase que era mais ou menos assim:

“Se eu puder tocar ao menos uma pessoa através de minhas palavras então terá valido a pena”.

É assim que me sinto…

Meu blog é minha extensão, é quem eu sou e as vezes sinto que com ele eu posso tocar as pessoas de alguma forma e na verdade, no fundo eu quero isso, poder tocar as pessoas, fazer a diferença, ajudar por meio e através de minhas palavras porque é o que sei fazer, é o que eu amo e quem sabe, se uma pessoa tiver sido tocada então tudo terá valido a pena.

PS: Cabe aqui uma edição?

Li agora no blog da Pri e me lembrei de algo importante, muito importante alias nesse processo todo;

Eu sou muito tímida, sempre fui, passei por vários traumas, sofri muito bullying e tive medo das pessoas por muito tempo, melhorei, conheci verdadeiros anjos que me ajudaram e me emprestaram sua amizade e carinho por um tempo mas continuo a ser tímida e aprendi que isso não é um defeito, que é quem eu sou e como eu sou e então que escrever me ajuda muito nisso, escrever me possibilita por para fora tudo o que sinto e não consigo falar, me ajuda a desabafar quando não tem um ombro para chorar e então que, escrevo para poder ser eu mesma, para poder por meus sentimentos, o que eu sinto em algo, mesmo que seja numa tela de computador. É isso, uma pequena edição que achei interessante falar agora no final.

Páginas123456... 62»