Categoria "Magia"

Atravesse o véu

Em 04.07.2016  

Moon2
Eu sou aquela que tudo vê,
Eu sinto o mundo e as pessoas eu sinto tudo e nada ao mesmo tempo,
Dentro de mim carrego a magia,
Os sonhos, a esperança
E ao mesmo tempo o medo, a dor e desesperança.
Eu sou o eu sou,
Eu sou aquela que caminha a noite,
Eu sou as estrelas
Eu sou a lua,
Eu sou a luz e a escuridão,
Eu sou o sonho
Eu sou o pesadelo de cada um ao fechar dos olhos
Posso ser fada
Posso ser Bruxa
Sou ambas
Você me vê?
Me vê de verdade?
Não sabe quem eu sou,
Não pode ir além do véu que encobre seu rosto
Existe muito mais além do que seu olhos vêem então,
Feche os olhos e venha comigo,
Se perca nas brumas da escuridão,
Deixe a luz de aquecer e aos poucos verá o que eu vejo.
Eu vejo tudo,
Eu sou a luz do mundo,
Sou flor, sou espinho
Eu sou quem eu sou,
Deixe-me te mostrar agora…
Atravesse o véu,
Abra os olhos,
Agora vê?

A Bruxa

Em 22.03.2016  

speak-to-the-gods

No meu sangue pulsa algo forte e magico;
Algo que eu não posso negar…
Quem eu sou?
O que me define?
Eu sou bruxa.

A muito tempo antes de eu nascer eu já o sabia,
A muito tempo antes mesmo de que eu me lembre eu já era Bruxa.
Quando eu nasci eu já sabia, todo o meu ser gritava, pulsava forte;
Algo inegável, forte e maior do que eu.
No que você acredita?
Talvez ache que Bruxa é algo ruim,
Talvez pense que quem acredita em fadas e duendes deve ser louca.
Eu já pensei assim, me achava louca mas quanto mais eu fugia mais era infeliz, mais triste e sem cor era a vida.
Eu nasci acreditando no impossível,
Eu nasci achando natural o que outros acham loucura ou mal.
Eu vejo o que você não vê,
Eu sinto o que você não sente,
Não me prendo a padrões, a normalidade, a vida comum, normal me enlouquece.
Não sou desse mundo, sou de um universo que é só meu, bem, não só meu mas que poucos vêem ou entendem.
É algo profundo que não se explica ou traduz, só sente.
Quando estou perto da natureza me sinto em casa, em paz, sinto uma conexão, algo que não é fácil de explicar ou entender…
Eu ouço as arvores, as plantas e as flores, eu as sinto é como se fosse um pedaço de mim mesma, como se fosse parte dela mas, mais que isso;
Quando olho para cima e olho para o céu não consigo achar comum as nuvens, as estrelas,
Pois cada dia para mim é um milagre, a vida em si é magica,tão cheia de magia…
Eu busco me encontrar mas é como se já soubesse quem eu sou.
Mas a sociedade não costuma aceitar pessoas como eu, é difícil lutar para ser você mesma, viver, lutar para que te deixem viver sendo quem você é, é uma luta diária e constante.
Existe a pressão diária e a culpa de não ser como os outros acham que você deve ser,
Existem muitas religiões dizendo,afirmando que ser você é errado mas para mim não o ser é morrer todos os dias, lenta e dolorosamente.
Poucos podem ou vão entender,
Muitos acharão loucura mas o que importa no fim é ser você, ser feliz e seguir seu coração.
Eu sou uma Bruxa,
Não sigo religiões nem padrões, sigo a natureza, a vida e todos seus mistérios e magia.
Acredito em Deus, na grande Mãe, acredito na vida mas, mais do que isso, acredito no amor.
Eu sou vida, não termino, sou continua.
Não importa o que aconteça, só importa viver seguindo sua essência, sua alma e coração e assim saberá que nunca vai ser perder no meio do caminho novamente.
Não, nunca é fácil mas ser , fingir ser quem não é, é a pior das vidas, é a pior das mortes.
Eu sou Bruxa,
Sou antiga,
Já vi e vivi mais do que posso me lembrar sabendo somente que já estive aqui por muitos e muitos anos.
Eu conheço o mundo, sua história, suas guerras, suas vitórias, seus mistérios,
Eu conheço a luz,
Conheço a escuridão,
Sei que o bem não vive sem o mal pois são um só,
Um sempre leva ao outro querendo ou não, aceitando ou não e só depende de nós escolher que caminho seguir.
No final das contas, tudo depende de nós, o que veremos, o que vamos viver, o que vamos aprender ou ser;
O universo conspira ao nosso favor sempre ,mas depende de nós ver o caminho e os sinais.
Inspire-se,
Viva,
Dance e seja, apenas seja.
Eu sou Bruxa,
Nasci da floresta,
Do vento e das flores,
Do cheiro do mato,
Da terra.
Eu apenas sou .

Poema encantado

Em 24.04.2014  

IMG_20140424_142524
Os pássaros estão voando, posso ouvir o bater das suas asas,
Eu ouço o ben-te-vi cantar e isso de alguma forma me traz paz e serenidade, uma estranha alegria.
Fecho os olhos,
Ainda posso ver as nuvens passando lentamente e o sol aparecendo de mansinho por entre elas iluminando pouco a pouco as arvores, suas folhas, flores e ruas.
Me lembro de um tempo onde tudo que importava era olhar o céu e de que, quando o observava eu ia mais além, além das nuvens, das estrelas, dos planetas, mais longe do que a imaginação pode nos levar.
Eu sonho um sonho nunca sonhado, onde há apenas sussurros, um soar de vento, sinos tocando..
É bem ali, entre duas estrelas brilhantes e além, ali onde não se pode mais ter medo onde tudo é possível.
Ainda de olhos fechados eu posso ouvir, os passos, passos, galopes de cavalos correndo, primeiro um, depois outro e outro, e eles correm, vão em direção da luz do horizonte onde nossa vista não mais alcança,
Ouço o barulho da água, da cachoeira, sinto o cheiro do mato meio úmido ainda pela chuva.
Como é doce, a lembrança de algo que não se vê com os olhos, a lembrança de algo magico que só vemos em sonhos, sonhos? estamos sonhando ou quando acordamos é que sonhamos?
E não são os sonhos que nos levam para algum lugar além de nós mesmos, capaz de nos mudar e transformar, não são os sonhos que nos fazem voar afinal?
Eu ainda lembro,
De algo simples, calmo e magico, sim, magico, pois ali naquela paz que aquece existe algo de magico, um sentimento maior que não podemos explicar só sentir e voltar a sonhar.
Eu então abro os olhos.


Página 2 de 3123