Depressão-A Doença

you_are_not_what_you_think_you_are_by_borda-d64qz4o
Quando se ouve ou lê a palavra “Depressão” já sobe aquele arrepio na espinha, as pessoas já se contraem e querem fugir imediatamente, há um misto de repulsa e o não querer nem se pensar a respeito.
Mas é preciso falar disso, sim por que  no mundo a mais de 350 milhões de pessoas que sofrem dessa doença, isso mesmo, doença, uma doença séria, perigosa e que pode levar a morte.
Ainda hoje muitos pensam que depressão é uma tristeza que não vai embora, médicos, familiares, muitos ainda lidam com a depressão como um estado meramente emocional, um quadro  psicológico erradamente;
Outros muitos fogem, ninguém gosta de ficar perto de alguém triste não é verdade? afinal, quando estamos perto de alguém deprimido acabamos nos sentindo mal não é mesmo? portanto a grande maioria foge, sai de perto,evita pessoas com essa doença, as excluem do convívio social, é alguém a ser evitado.
Bom, deixe-me então contar um pouco sobre mim.
Eu me chamo Fernanda Maria, tenho 32 anos e tenho depressão a mais anos do que possa contar, o meu tipo de ~depressão é chamada de Distimia, uma das mais perigosas e que danos a saúde e vida da pessoa , ela se caracteriza por ser crônica (a maior parte do dia, quase todos os dias, pelo menos 2 anos).
Segundo o site da Wikipédia ;
O transtorno depressivo maior, também chamado de perturbação depressiva major em Portugal, é um transtorno psiquiátrico que afeta pessoas de todas as idades. Caracteriza-se pela perda de prazer nas atividades diárias (anedonia), apatia, alterações cognitivas (diminuição da capacidade de raciocinar adequadamente, de se concentrar ou/e de tomar decisões), psicomotoras (lentidão, fadiga e sensação de fraqueza), alterações do sono (mais frequentemente insônia, podendo ocorrer também hipersonolência), alterações do apetite (mais comumente perda do apetite, podendo ocorrer também aumento do apetite), redução do interesse sexual, retraimento social, ideação suicida e prejuízo funcional significativo (como faltar muito ao trabalho ou piorar o desempenho escolar).

Uma pessoa com depressão não consegue terminar tarefas, se concentrar, fazer o que lhe mandam, tomar decisões e por mais que tentem lhe forçar a sair, a se animar, a realizar alguma atividade isso independe de sua vontade e quase sempre apenas piora o quadro.
Faz muitos anos que tenho depressão e por muitas vezes cheguei a me sentir culpada, achar que não estava me esforçando, fazendo por onde, me senti culpada por não ter uma vida, por não sair, não ter um emprego, até que eu li um artigo e percebi que tudo isso não depende da minha vontade, que o fato de eu não conseguir sair, não querer não é apenas uma vontade, um capricho, um querer ou não querer, é uma doença, é depressão e tenho tentado me libertar da culpa que tentam me impor, como se eu fosse culpada de estar doente, é como falar que você tem culpa por nascer com uma doença, que você tem culpa por estar com Câncer ou Aids sendo que muitas vezes fazemos tudo certo e a doença aparece sem mais nem menos, sem aviso prévio.
É difícil lidar com a culpa nesses casos por que  angustia, o sentimento de impotência  tomam conta de você causando mal estar e mais dor e sofrimento.
Muitos se afastam de você, te chamam de chata, mal humorada, que só reclama, que só fica de mimimi e te ignoram, te evitam, te excluem do convívio social , te excluem da sociedade como se você não existisse mais, como se você não fosse um ser vivo, um ser humano.
Passei e passo muito por isso e quase ninguém entende realmente e talvez nunca venham a entender afinal, como um médico amigo uma vez me disse “Quase ninguém vai te entender, principalmente sua família e seus amigos é normal infelizmente por que, só tendo essa dor, sofrendo na pele eles podem realmente entender”.
E é assim até hoje,
Vemos nos noticiários, na tv tantas notícias de tantos crimes sem motivo segundo eles, sim, motivo tem, sempre tem e o que mais me chama a atenção é que sempre nesses casos os sintomas, as características são as mesmas, veja:
“Ele(ela) era quieto(a), quase não falava, era calmo(a) tranquila, gentil, nunca ouvir brigas, gritos nada, era alguém normal”.
O que isso lhe diz? o que isso parece? quantas pessoas você conhece com as mesmas características e personalidade mundo a fora? pense bem…são quietas, aparentemente calmas, até mesmo doces e meigas segundo alguns, sim, pessoas aparentemente inofensivas e normais.
Essas pessoas por dentro carregam tamanha dor e sofrimento e ninguém nem mesmo percebeu, ninguém olhou ou olha para elas, são quietas, passam despercebidas quase invisíveis, quase nunca as notam ou reparam nelas e chamam de timidez pura e simplesmente.
Timidez não é doença nem defeito é uma característica um jeito de ser.
Eu sou tímida sim, mas não sou tão quieta, tão calma, tão retraída, entendam , eu tenho depressão, eu tenho falta de vontade total e completa, é uma doença e deve ser tratada como tal.
O mais engraçado é que poucos entendem e sabem que, quando estamos nesse estado ter amigos é essencial digamos assim, ajuda na recuperação, traz animo e até mesmo alegria, pena, que muitos fogem e ignoram, não sabem que sua presença e amizade poderia até curar a depressão.
Eu pude comprovar isso a alguns anos atrás.
Tive um amigo homem, se chamava Luís Felipe, todos os dias ele vinha e me abraçava sem dizer nada e pronto, era o suficiente para iluminar o dia e se querem saber, parecia que tínhamos conversado horas e assim foi uma época em que pude sorrir, ter alegria  e até esquecer que tinha depressão, até achei que tinha me curado.
É triste ver que as pessoas quando lêem ou ouvem alguém reclamar rejeitam logo de cara, nem mesmo querem ouvir, triste saber que se uma pessoa ouvisse o que o outro tem a dizer, simplesmente ouvisse poderia trazer conforto e um pouco de alegria a vida dessa pessoa.
No mundo todo as pessoas gostam de estar perto de quem esta feliz, normal certo? sim, normal mas, preocupante.
Pessoas com depressão não se curam sozinhas, precisam de ajuda, apoio, incentivo, precisam dos amigos e da família por perto, ao invés disso o que quase sempre a
contece é que os amigos somem, a família se cansa e pessoa se vê sozinha tendo que lidar com uma doença séria e grave sem ajuda de ninguém.

E o que isso causa? morte, quase sempre morte.
Para entenderem melhor aqui esta dois sites importantes e esclarecedores sobre o assunto:
Wikipédia  e o site do Doutor Dráuzio Varella.
Tem dias que estou mais animada, até mesmo alegre, outros me sinto sem animo, sem forças, esgotada fisicamente e emocionalmente.
Eu não consigo pensar, raciocinar, memorizar algo, minha memoria tem me pregado muitas peças, tenho muitas vezes confusão mental as vezes me pego desorientada, sem saber onde estou até, muitas vezes meu cérebro simplesmente apaga.
Tento fazer coisas que eu gosto, como escrever, mexer no meu blog, conversar com as pessoas mesmo pela internet por que pessoalmente fico nervosa ou muitas vezes não tenho vontade.
É estranho pensar nisso, hoje não tenho vontade de me apaixonar, de ter amigos fora da internet e ao mesmo tempo eu quero isso, é como se dentro de mim existisse uma luta constante e interminável.
Hoje sei que preciso de tratamento sério e pesado, são remédios quase sempre caros e que causam dependência mas que sem eles eu sei, não vou melhorar, claro, o tratamento tem que ser feito em conjunto com um psicólogo  se não, não surte efeito.
Muitas vezes quando tenho momento de clareza e percebo como está minha vida o sentimento de angustia, de culpa e impotência tomam conta de mim e eu chego a me sentir sufocar, passo mal, sinto falta de ar então meus amigos, entendam por favor;
Depressão é uma doença e não depende apenas da vontade da pessoa, depende de tratamento, de ajuda e por mais que tentemos, busquemos sair dessa sozinhos não conseguimos, não podemos, precisamos de ajuda e de apoio para isso é fato.

Postado por Fernanda Maria

Sobre Bullying,preconceito e outras historias

black-fashion-girl-hair-love-Favim.com-137806
Faz um tempo que vejo falarem sobre Bullying na tv, episódios violentos, outros nem tanto, antigamente não se falava sobre isso, nem mesmo sabia o que era essa palavra mas então ela surgiu na tv, nos jornais, em sites e se espalhou rapidamente, logo todos falava sobre isso.
Muitos falam sobre o mal que isso causa a quem sofre bullying mas poucos entendem de verdade afinal,nunca passaram por isso, não sabem realmente e muitos pensam ser bobagem de crianças, que não é tão grave quanto pintam e quem pratica bullying então continua pois sabe que nada vai acontecer com ele ou ela, que não sera punido.
Faz muito tempo mas, desde a infância sofri muito e isso começou na primeira serie quando a professora me mudou de sala por que disse que eu era muito brigona, arranjava muita briga,chegou ainda a recomendar a minha mãe me levar num centro espirita.
Então ao mudar de sala os amigos que pensei ter deixaram de falar comigo, fingiam que nem me viam e comecei a me calar, ficar mais quieta e ali então os meninos começaram a me perseguir, me chamavam de vários nomes além de ficar atrás de mim…
A timidez então veio e me fechei passei para o segundo ano e as coisas só pioraram, nessa epoca usava tiara e os meninos então a pegavam, tiravam sarro e as coisas foram piorando, os insultos e chegaram a agredir fisicamente,beliscavam, me empresavam contra mesa e eu ao falar, pedir a ajuda da professora ela me mandava ficar quieta e eles continuavamriam.
Um menino em especial me perseguia muito, até que um dia a coisa piorou demais, ele com a ajuda de um amigo dele me prendeu dentro da sala de aula na hora do recreio e me humilhou, chegou a passar a mão em mim a situação ficou tão insustentável que tiveram que mudar ele de sala e proibiram que ele se aproximasse de mim ameaçando expulsar ele da escola.
Mas a perseguição não acabou, eu por ser tímida, não falar e não rir quase nunca virei alvo dos meninos e algumas meninas, chamavam de vários nomes, riam, armavam ciladas para me humilhar,outros meninos também humilhavam passando a mão em mim, um deles eu cheguei a gostar e por conta disse ele me perseguiu e humilhou, eu pedi ajuda a professora varias vezes mas ela me mandava ficar quieta e uma vez até me tirou da sala de aula e assim foi até a sétima serie quando fiz amizade com algumas meninas que me protegeram literalmente.
Ao mudar de escola no segundo grau quando pensei que tudo havia acabado algumas meninas que bebiam muito e fumavam quando não quis amizade nem agir como elas, me perseguiram e chegaram a me roubar, fui ao diretor mas este nada fez.
Se tudo o que passei causou danos? sim, muitos, a humilhação constante, ser perseguida pelo simples fato de ser tímida me fez muito mal, ainda sou fechada mas já tive muito medo de meninos e de homens, ao ir em lojas quando via que o atendente era homem eu não entrava, não falava com médicos homens,eu tremia,sentia medo, em retraia, mas, no terceiro grau conheci um rapaz que me ofereceu sua amizade sem nem mesmo me conhecer, todos os dias ele vinha e me abraçava sem falar nada mas eu tinha a sensação que tínhamos conversado por horas e aquele simples abraço mudava o meu dia por completo.
Ele foi um verdadeiro anjo da guarda, alguém que conheci e pelo pouco tempo que ficou ao meu lado me trouxe uma alegria que nunca tinha tido e foi o primeiro a dizer que gostava de mim, o primeiro a me abraçar por que ninguém nunca havia me abraçado eu nem mesmo deixava que me tocassem de tanto medo e ele mudou tudo isso.
Dançou comigo na minha formatura, me disse que estava linda quando eu estava feia,fez questão de conhecer meus pais, costumo dizer que ele é um anjo disfarçado por que eu recebi o maior de todos os presentes.
Pouco tempo antes eu havia rezado pedindo a Deus para ter um amigo homem e algumas semanas depois eu o conheci,Luis Felipe.
Então o medo de homens se foi, me abri um pouco mais e hoje, valorizo muito um abraço e costumo dizer que um simples abraço é capaz de mudar nosso coração.
Mas tudo que passei e sofri ficou na memoria, causou danos sim, ainda tenho dificuldades em me abrir, nunca namorei e amigos, foram os da época de escola e após não tive mais.
Fiquei deprimida e me fechei novamente quando perdi o contato com o meu amigo e as amigas que pensei ter se afastaram, não quiseram mais contato, percebi que havia sido usada e então fiquei em casa, não arranjei emprego, não fiz faculdade, passei mais de 10 anos quase sem sair de dentro de casa, hoje fazem mais ou menos 15 anos que não faço absolutamente nada.
Fiz terapia por dois anos, hoje estou fazendo academia e tentando me reerguer, sair da casca como dizem e conseguir viver.
Bullying é uma coisa seria e pode acabar com a vida de uma pessoa e as vezes literalmente.
Pessoas boas e calmas podem pegar uma arma e matar pessoas inocentes até e serem chamadas de monstros quando na verdade as humilhações, as agressões constantes durante anos as afetou de tal forma que a unica coisa que queriam era vingança.
Eu também pensei em me vingar, eu cheguei a odiar essas pessoas que me fizeram tanto mal mas percebi que não iria adiantar nada, elas é que são doentes de verdade, elas é que precisam de ajuda para que não prejudiquem mais ninguém, para que não acabem mais com tantas vidas.
Bullying é serio e enquanto diretores, professores e pais não tomarem uma atitude com quem o pratica isso vai continuar e tende a piorar.
Uma estudante de uma faculdade quase morreu, ela era ignorada pelas colegas de classe e quando teve que fazer um trabalho em grupo e a excluíram ela foi falar com o diretor da faculdade que ordenou que a incluíssem em algum grupo para terminar o trabalho, por conta disso na saída da escola a agrediram fisicamente, ela teve sérios danos no rosto, ficou cega de um dos olhos, seu cranio chegou a ser afundado.
Ninguém impediu a briga, ninguém fez absolutamente nada, e as meninas que a agrediram? estão soltas, estudando em alguma faculdade, ninguém fez nada.
Hoje bullying é crime, se alguém fizer isso com você não procure o professor ou diretor da escola ou faculdade, vá a delegacia mais próxima e denuncie, infelizmente nas escolas e faculdades professores e diretores se recusam a ver a gravidade do problema e se recusam a fazer qualquer coisa para ajudar quem é perseguido.
Bullying não é uma brincadeira de crianças, pode chegar a agressão física, pode matar.

Postado por Fernanda Maria